Nota de Pesar pelo falecimento do Jornalista Alterê Bernardino

Alterê Bernardino
Alterê Bernardino

SINDICATO DOS JORNALISTAS

NOTA DE PESAR

Com grande consternação, comunicamos o prematuro falecimento, na noite desta segunda-feira, do jornalista Alterê Bernardino, aos 59 anos.

Alterê era redator da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal , mas já exerceu cargos de chefia na Assembléia Legislativa e na própria Câmara de Vereadores. Foi redator do Jornal de Hoje e Tribuna do Nordeste e professor de curso pré pré-vestibular.

Transmitimos aos familiares e amigos do pranteado as nossas condolências e elevando nossas preces ao Altíssimo, rogando que o receba em sua morada e conforte os amigos e parentes do falecido.

Douglas Cunha
SINJOR-SLZ

Sousândrade divulga resultado de prova objetiva do concurso da Câmara de São Luís

Provas objetivas do concurso foram aplicadas no mês passado.

A Fundação Sousândrade divulgou, nesta quarta-feira (10), resultado da prova objetiva do concurso da Câmara Municipal de São Luís para cargos de nível médio e superior.

Estão na relação candidatos postulantes aos cargos de Administrador, Analista de Informática, Analista Legislativo, Arquiteto, Assistente Social, Bibliotecário, Contador, Engenheiro Civil, Historiador, Jornalista, Psicólogo, Radialista, Relações Públicas, Tecnólogo em Recursos Humanos, Assistente Administrativo, Técnico em Assessoramento Legislativo, Técnico em Comunicação Social – Divulgação Institucional, Técnico em Comunicação Social – Rádio, Técnico em Comunicação Social – Relações Públicas, Técnico em Comunicação Social – Repórter Fotográfico, Técnico em Comunicação Social – Televisão, e Técnico em Informática.

A relação está disponível no link, no campo Concurso.

Os candidatos relacionados e que participaram das provas aplicadas em março serão convocados, ainda este mês, para próxima etapa do certame, que consiste na avaliação de heteroidentificação. O resultado desta etapa, de acordo com o edital, será divulgado até o dia 09 de maio. O resultado final do concurso será publicizado no dia 17 do próximo mês. Vale destacar que, neste próximo domingo (14), será aplicada prova objetiva para os candidatos que concorrem ao cargo de Procurador

O prédio caiu! Condomínio Cohab Anil será demolido

 

Condomínio Cohab Anil alagado

O juiz Douglas de Melo Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, determinou a demolição do Condomínio Novo Anil, localizado na Rua Estevão Braga, na Cohab Anil IV.

O conjunto de prédios foi um dos que alagaram na madrugada chuvosa de 24 de março na Região Metropolitana de São Luís.

A decisão judicial, segundo reportagem de O Estado, atende ação do Ministério Público e afirma que os prédios foram construídos ilegalmente em uma área pública.

Figuram como réus no caso a Empresa Maranhense de Administração de Recursos Humanos e Negócios Públicos (Emarph), o Governo do Estado, a Monteplan Engenharia e a Vila do Conde Construção e Comércio.

No despacho, o magistrado dá o prazo de um ano para a construtora Monteplan Engenharia demolir todos os prédios. A denúncia afirma que o Governo do Estado, por meio de uma de suas empresas públicas, teria vendido irregularmente o terreno, que era propriedade do Município. “Qualquer bairro, quando é feita a autorização do loteamento, é necessário reservar o que chamamos de áreas verdes e áreas institucionais. Isso está previsto em lei, e o terreno em questão, onde foi construído o condomínio residencial, se enquadrava em uma área institucional”, diz Douglas Martins.

BLOG DO GILBERTO LEDA

SÃO LUÍS: Vereadores preguiçosos impedem tramitação normal na Câmara

A mesa diretora da Câmara Municipal de São Luís colocou em votação um projeto de resolução 003/2019 que trata de mudanças tanto na lei orgânica do município quanto no regimento interno da Casa.

A resolução quer diminuir a quantidade mínima de vereadores no plenário da Câmara, que hoje é de dezesseis, e mudar para somente seis, para poderem ter legalidade de abrir uma sessão ordinária e conseguirem votar seus projetos.

Não restou outra alternativa ao Presidente da Casa a não ser essa pois o mesmo cansou de lidar com os vereadores que não conseguem chegar no plenário no horário regimental de 10:00 horas da manhã.

São vários os motivos apresentados pelos vereadores “preguiçosos” na hora de justificar tais atrasos, vão desde o engarrafamento no centro da cidade até um simples resfriado.

E para piorar, a resolução também diminui de dezenove para treze o número de comissões de trabalho que existe na Câmara. “Aí é loucura”…

Será que não seria mais fácil descontar dos salários dos vereadores tantas faltas cometidas pelos mesmos durante o período legislativo? Fica a pergunta.

Presidente do PSL Chico Carvalho responde ao Blog sobre ação do MPF

Chico Carvalho

O vereador e presidente do PSL no Maranhão, acusado pelo MPF de fraudar a lista de candidatos a deputado estadual nas eleições de 2018 responde ao blog através de nota informando que só fez o que a lei lhe respalda e disse que acredita na justiça e no bom desfecho dessa acusação.

Eu confio na Justiça. E confio também no trabalho que nós do PSL sempre desenvolvemos a frente da presidência estadual da legenda. Sobre as eleições de 2018, o partido fez exatamente o que prevê a Justiça Eleitoral: apresentou candidaturas de mulheres que representaram 30% do total de candidatos.
Para compor o quadro, nós buscamos as mulheres que são filiadas a sigla. O convite foi feito e aceito por várias de nossas fiéis membros do PSL no Maranhão.
As candidaturas uma vez postas, ficaram a cargo de cada nome registrado de buscar sua campanha e, consequentemente, os votos para conseguir alcançar o mandato eletivo pretendido.
Por não ter recebido qualquer valor de fundo eleitoral, a direção estadual do PSL não pode contribuir com as campanhas de nenhum dos nossos candidatos. Todas as manifestações em busca do voto foram feitas de forma particular por cada postulante ao cargo público.
Diante disto, é impossível se conceber que o PSL do Maranhão usou candidaturas laranjas. Não houve dinheiro para campanha, logo não há como haver laranjas.
Se as candidatas não conseguiram êxito, é uma questão da escolha do eleitor. Uma relação direta do eleitorado com os nomes que se colocaram para ser representantes da população. O PSL não pode definir quem será eleito ou não.
Por fim, estamos à disposição da Justiça para esclarecer o que for necessário a respeito das candidatas do PSL”.

Chico Carvalho, presidente estadual do PSL/MA

Solidariedade faz encontro e confirma Helena Duailibe pré-candidata a prefeita de São Luís

Reconduzido ao posto de presidente regional do Solidariedade, o secretário de Estado da Indústria e Comércio do Maranhão, Simplício Araújo, confirmou participação efetiva do partido nas eleições de 2020 no estado.

Em São Luís, o partido quer ter a deputada estadual Helena Duailibe como candidata a prefeita. Para Imperatriz, o nome cotado é o do também deputado estadual Rildo Amaral.

“Nas eleições de 2020 vamos eleger vereadores e prefeitos em mais 30 de cidades. As capacitações só reforçam o cuidado da Nacional em preparar nossos filiados, para fazer mais pelo nosso estado”, disse Simplício Araújo.

Além de São Luís e Imperatriz, o Solidariedade pretende ter candidatos próprios em Pedreiras, Trizidela do Vale, Bacabal, Açailândia, Loreto, Grajaú, Tuntum, Barra do Corda, Buriticupu e Governador Edson Lobão.

Com três deputados estaduais e a presença de Simplício Araújo na Câmara Federal – como ocorreu recentemente – o Solidariedade quer se fortalecer ainda mais nas eleições de 2020.

BLOG DO GILBERTO LEDA

FRAUDE: Pará Figueiredo pode ficar sem mandato por causa de fraude no PSL

O Ministério Público Federal (MPF) ingressou no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) em cima do deputado estadual eleito Pará Figueiredo, além do primeiro suplente Fábio Câmara e todos os outros candidatos a deputado do PSL na eleição de 2018.

O responsável por tal ação do MPF seria o Presidente do PSL e vereador de São Luís Chico Carvalho que “embrenhou” a lista de canditados do sexo feminino com vários nomes de mulheres que nem sabiam que seriam candidatas inclusive a própria esposa e a filha do vereador.

Tudo para poder atingir o percentual de 30% que obrigatoriamente deve ser de mulheres candidatas. Essa tem sido uma prática corriqueira feita por partidos nanicos que desta vez não ficarão invisíveis  aos olhos do MPF.

O MPF pede a queda por completo da chapa, anulando portanto o diploma do único eleito no partido, o deputado Pará Figueiredo, filho do atual presidente do TJ-MA.

“No caso, o PSL, que não tinha candidaturas femininas válidas suficientes e, por isso, nem participaria da eleição proporcional, logrou registrar candidatos, disputar o pleito e receber votos, em tudo enganando a Justiça Eleitoral com a aparente candidatura de algumas mulheres, que ao final vieram a ser indeferidas por falta de condição de elegibilidade. Para ficar com as palavras do TSE, a coligação impugnada “ocultou” o real conteúdo da sua lista, simulou candidaturas que em verdade sequer poderiam existir, com a nítida finalidade de burlar a legislação eleitoral e ludibriar a Justiça Eleitoral, no que, como se vê, logrou sucesso”, destacou o procurador.

CASO DÉCIO: Após sete anos não se sabe quem de fato encomendou o crime

Décio Sá

No mês de Abril completa exatos sete anos que o jornalista Décio Sá foi assassinado em um bar na avenida Litorânea e até agora somente o exucutor Jhonatan encontra-se preso e pagando sua pena.

Outros envolvidos como mandantes e planejadores do crime também foram presos mas já se encontram em liberdade devido a não conclusão do inquérito, também há surgimento de vários fatos novos que colocaram em cheque a participação desses últimos.

Nos últimos meses alguns colegas blogueiros e jornalistas começaram uma série de matérias cobrando e também sugerindo envolvimentos de outras pessoas ditas como mandantes do crime.

O vazamento de depoimentos por parte de um dos supostos integrantes do bando de que um grande empresário teria sido o verdadeiro mandante, obriga a própria polícia a reabrir o caso e desvendar de vez toda essa trama que não pode cair no esquecimento.

Será que parte das pessoas que foram presas como mandantes são inocentes?

Existe ou não o envolvimento desse grande empresário no crime?

Os fatos novos que apareceram, inclusive áudio de um dos envolvidos no qual um advogado oferece dinheiro para que esse assuma o crime, não são fatos que obrigam a polícia a reabrir o caso?

São essas e outras perguntas que a sociedade, e principalmente a família de Décio, precisam saber das verdadeiras respostas, pois só assim a justiça de fato acontecerá…